Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cenas de gaja

09
Ago06

Sissi Responde - O Tamanho

sissi
Sabendo que as terminações nervosas que transmitem prazer sexual acompanham não mais do que 10 a 12 centímetros da vagina, porque razão hipervalorizam as mulheres um pénis de grandes proporções? Ou será esta pseudo-preferência apenas um mito urbano masculino e as mulheres estão de facto um passo à frente e valorizam pragmaticamente aquilo que é o saldo de prazer que lhes adoça o resto do dia (ou da noite) e que, dizendo-me a experiência que os mais fantásticos orgasmos femininos são clitorianos, até um eunuco sabiamente treinado lhe pode proporcionar?

Repare, o que gostaria de obter é a visão feminina da questão. Sei que existem exemplares do género masculino que não evoluíram para além da rapidinha, sem preliminares e sem qualquer preocupação pelo efectivo prazer da parceira. Também sei que estes, estatísticamente, poucas oportunidades têm de repetir a dose, a não ser que tenham um historial de boas performances que possam invocar em sua defesa.

Em resumo, pensa que os favores femininos vão em primeira instância para os sobredotados (independentemente de serem ou não competentes no uso do previlégio que a natureza lhes concedeu) ou preferem racionalmente os
especimens menos exuberantes, porém mais capazes de lhes transformar o sangue em manteiga?

Execelentissimo Súbdito devidamente identificado


Estimado Súbdito,

Quando me colocam a questão dessa forma, assente na aleatoriedade com a Natureza decidiu brindar o tamanho do Falo, respondo imediatamente que sim. O tamanho interessa, como não são despiciendas a grossura, textura e beleza. Todas elas características com que Zeus decidiu brindar o homem sem lhes mostrar, em primeira instância, o cardápio.

O tamanho é importante nos seus extremos pelos efeitos colaterais. Se demasiadamente pequeno, rapidamente o homem se apouca, ferido de morte na sua virilidade. Se obtusamente grande, poderá deixar escapar algumas mulheres que não estão para sentir o que, suponho, serem as duras penas do parto, de cada vez que o desejo espreitar. O que interessa, verdadeiramente, é o que se faz com o tamanho com que os genes vos brindaram. E aqui sim, o peso da coisa viaja do lado inato da Natureza para o saber de experiência feito.

Pessoalmente, não sou adepta de grandes piças. O meu desenho interno é pequeno e não privilegio a dor em contexto algum. Como tal, de cada vez que tenho a sorte o engenho de sacar alguém, rezo para que tenha uma piça, sobretudo, ladina e trabalhadora, pragmática e incansável, generosa e eficaz. Mais interessada em perceber o que me faz titilar que uma qualquer outra que se faça valer da compleição física como atributo único.

Não encontrei muitas mulheres para as quais o tamanho fosse um requisito absolutamente vital. Acho que o concurso «Quem Tem a Piça Maior» é coisa de macho que desemboca em lutas de galos e aturada observação em balneário de ginásio. O tamanho interessa-vos, sobretudo, para as vossas próprias conclusões e construção de auto-estima masculina. Faz parte, eu entendo. Só não percebo é porque razão insistem em dizer que se preocupam por nossa causa...

2 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2005
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2004
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D