Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cenas de gaja

29
Mai06

Benchmark

sissi
Enquanto degusto umas bolachinhas cagonas de chocolate e gengibre que me custaram praticamente o olho do cú, ouço e trauteio a melodia Lovely Day, do Bill Whiters e penso, acto contínuo, ao meu melhor estilo carroceiro: «Lovely Day o caralho!» De associação de pensamento em associação de pensamento, volto a cogitar: «Caralho. Lá está coisinha que não me passa pelo estreito há mais tempo do que o desejável».

E debruçando-me sobre o meu assunto de eleição, continuei. E cheguei à conclusão que ultimamente só me calha piça comprometida. Piça em time-share. Daquelas com uma só dona mas várias usufrutuárias, que se recusa à exclusividade, mas que me permite umas horas de prazer em horário a combinar. Que eu, como fiel depositária de broches de grande qualidade, me esmero em cumprir, não vá dar-se o caso da senhoria descobrir a clandestinidade da coisa e me acabar com as «férias»...

Um piça em time-sharing tem o mesmo espírito que a piça em leasing. Na realidade, ela nunca é verdadeira nossa. Várias proprietárias oficiosas a reclamam como dela, excepto a proprietária oficial, a verdadeira dona, desgraçada, que a apanha já esmifrada e sem vontade. A essa calhou-lhe uma piça em ALD (Aluguer de Longa Duração), não raras vezes já em segunda mão ou mais...

Ora, pensando que estava eu nisto tudo, e a maldizer a minha vida que as bolachinhas cagonas já tinham marchado, quando tive, literalmente, uma ideia do caralho. «Ora se tu, minha reencarnação de Vénus, tens tanta rodagem em piça em time-sharing, porque não usas a cabeça para outras coisas que não incluam palavras começadas por B e acabadas em oche e te tornas mais empreendedora»?

Pensem comigo. Tal como me disse ontem um amigo atento, isto o mundo está cheio de gajos porreiros e casados. Ou seja, o mundo está cheio de gajos porreiros com piças em time-sharing. Vai daí, depois de aturado estudo de mercado, acho que tenho know how para trabalhar nesse verdadeiro nicho de mercado que é o da Revenda de Piça em Time-Sharing. E tenho várias opções que servem outros tantos intuitos. Basicamente, revendo o meu tempo (precioso, neste caso) de usufruto da PTS, troco por usufruto de piça original (meaning, sem contrato), ou por deleite noutra piça de grande qualidade. Ofereço expertise na área e livro de instruções. Dou garantia e vou ao domicílio.

Agora sim vejo uma utilidade naqueles 5 anos de faculdade...

1 comentário

Comentar post

Pág. 1/2

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2005
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2004
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D