Terça-feira, 10 de Agosto de 2010
Carta Aberta a uma Teresa da vida

Cara Teresa,

 

não carece tanto salsifré. Já percebi que não entendeu o ponto que tentei expressar. Não faz mal. Acontece aos melhores. Se me tivesse perguntado, eu teria respondido as vezes necessárias até ter percebido que fufedo, grelame e quejandos são apenas palavras. São o que são. Se a si lhe pesam, eu aceito. Mas no universo que aqui criei, elas são como todas as outras: servem para entreter e passar tempo. Gostava de lhe dar uma explicação mais condizente com o seu grau de indignação, mas a verdade é que não a tenho, e, seguramente, não a vou inventar.

 

Como também não lhe vou explicar porque razão escrevo o que escrevo. Não tenciono detalhar qual a minha orientação sexual ou quantos pipis já comi (oops...escapou-se-me) para poder brincar com o assunto. Mais uma vez, aceito que os contornos da questão a deixem levemente toldada, até tendo em conta o quão ao lado é a sua interpretação do que escrevi.

 

Por isso, cara Teresa, acalme-se. Em vez de mandar isso tudo para fora, olhe para dentro. Que é onde deve residir a razão de tanta angústia.

Fique bem. Ou como puder.

 

Cumps

Sissi

 



publicado por sissi às 11:00 | link do post | adicionar aos favoritos

De Teresa a 13 de Agosto de 2010 às 02:00
Ia eu aprontar-me muito feliz e contente para demonstrar o último episódio da discussão virtual que estou a ter pelas internets ao meu homem quando me deparo com um post único e exclusivamente feito para mim, uau, acho que foi a coisa mais querida que alguém fez por mim nos meus muito bem conservados 28 anos de existência(admito que estou ligeiramente comovida). Muito bem, gostei da consideração, acho que venho para aqui mais vezes mandar bitaites. Lol. Tirando a ridicularizante situação com que me acabei de deparar, vou simplesmente concluir que já fui demasiadas vezes apontada na rua, já me chamaram de fufa, lambe-conas, virada do avesso, etc etc e tal, e não, não venho para aqui falar dos meus rancores, até porque não existem, na altura ofendia-me, hoje acho simplesmente... Triste, penso que triste será a palavra certa e apenas não gostei da observação que a autora deste blog fez que para mim contínua a ter um fundo homofóbico, daí, na minha insignificância no mundo e do poder que me foi conferido no 25 de Abril de 74, decidi dar a minha opinião, right? Não ofendi ninguém, tirando o facto de ter achado este blog uma "merda", a verdade é que a coisa até se têm tornado engraçada, portanto corrijo o meu adjectivo e passo a achar que este blog é uma anedota, hein? Bem mais lisonjeador.

Outras observações:
- Quanto ao facto da "Sissi" usar ou não usar desse tipo de palavreados no seu blog, não faço a mínima ideia, mas acho muito bem que o faça, a liberdade quando nasceu, nasceu para todos (ou quase) e por isso mesmo todos devemos usufruir dela, assim como eu posso comentar a dizer o que bem entender e bem me apetecer, a "Sissi" pode apagar aquilo que bem entender e bem lhe apetecer caso aquilo que digo de alguma forma a incomode, bem, pelo menos importância tem;

-"Sissi" compreendo quando diz que não consegue arranjar uma "explicação" melhor, quiçá, comece a dar-me alguma razão e admita que aquele texto foi um tanto ou quanto infeliz, pelo menos em partes, porque a ideia em si até faz sentido;

- O que me incomodou ligeiramente cá dentro e foi o que me fez comentar inicialmente é que, em comparação com um casal hetero as relações homos são sempre vistas apenas como fruto de excitação (própria ou para terceiros) e muitas vezes não são levadas a sério, porque no fundo no fundo, não existem nem gays nem lésbicas neste mundo, existe gente que gosta de explorar outros campos, mas apenas isso: "explorar", permanecer e criar raízes só mesmo homem e mulher que foi assim que a natureza quis. Lol. E foi isso que li nas entrelinhas, e como pessoa inteligente que acredito que seja (tendo em conta que até corrige os seus apoiantes, coisa que aplaudo) penso que se reflectir sobre o assunto pode concluir que é essa a mensagem que passa, mesmo que primordialmente tenha sido apenas um comentário a uma simples constatação da sua parte;

- Eu percebi desde o início que isto se tratava de criticar aquelas miúdas que usam o "fruto proibido" - que ainda o é pela sociedade queiramos quer não, para fazer os amiguitos ficarem com o pau duro, ou para acharem que são muito "da cena" e tal e coisa. O que não é uma atitude propriamente genial nem de aplaudir, mas continuo a achar que não há problema nenhum em fazer isso, devido à tal "liberdade".

Sejam felizes, como diz o outro!
Ah! E obrigada por se preocuparem com a minha saúde, mais uma vez sinto-me lisonjeada e hoje faço o obséquio a essas alminhas que até nas horas dos comentários reparam, de me deitar a horas decentes q.b. Hasta!




De Pedro a 13 de Agosto de 2010 às 22:44
Também não entendi qual foi a frustração da D. Teresa...
Enfim... Se todos gostassem do mesmo, gastava-se o amarelo... Já dizia a minha avó...


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge