Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cenas de gaja

20
Jun10

Ciúmes e vuvuzelas

sissi

Não há sentimento mais estúpido e enganador que o ciúme. Mau grado todos já termos provado do seu sabor e cheiro pestilentos, a ciumeira é um bocado como os tomates. Não é porque lá estão que temos que os abocanhar sempre que nos baixamos para fazer um broche. Que é como quem diz, não temos de entrar nesse faux pas só porque ela, aparentemente, faz parte de uma moldura maior a que se chama de relacionamento.

 

E não há pensamento mais pequenino, mais comezinho, mais desprovido de interesse que aquele que alimenta e acarinha ideia de que quem ama tem ciúme. Se há coisinha que me faz carregar a G3 e preparar caça ao homem é esse dourar de pílula abortiva de afecto. Porque o ciúme só prova duas coisa: que os nosso níveis de segurança estão em baixa e que, apesar dos pesares, ainda achamos que as relações não têm prazo de validade, logo, passamos os anos bons da dita a ansiar que o inexorável não chegue. O que é parvo. É como enfeitar os nossos dias a tentar não morrer.

 

Logo, tendo isto como premissa, ter ciumes é não conhecer o outro e não se respeitar a si mesmo. É ainda não entender que vão sempre existir mulheres melhores e mais bonitas e boas que nós, e, pasme-se, homens melhores e mais bonitos que os que temos. Porém, se eles lá estão em casa, se nos permitimos partilhar o ar com quem respira na nossa direcção, o melhor mesmo é fazer dele uma colónia doméstica. Fresca sempre que houver tempo e vontade para isso, ou clássica, quando o moderno não tiver lugar.

 

A ansiedade é uma filha da puta. Come-nos e obriga-nos a ser autofágicos. Vivemos encaixados, acoplados a um medo que, de tão pensado, torna realidade uma profecia que só tem sumo se o quisermos espremer. Aliás, o ciúme é a vuvuzela das relações. O seu barulho ensurdecedor não permite ouvir mais nada. E muito menos festejar os golos da equipa composta por dois.

 

Onde é que anda o botão do silêncio?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2005
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2004
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D