Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cenas de gaja

13
Nov09

Sissi na FHM - Halloween

sissi

Quando a vida irrompe pelo sexo adentro fazendo mais estragos na tesão e no desejo que o penteado do Limahl na década de 80, urge encontrar saídas para a entrada da rotina no que temos de mais prazeroso: o sexo. Não vale a pena inventarem a roda. O tempo e o quotidiano apanha-nos a todos e as reacções do baixo ventre não são alheias a esse verdadeiro cataclismo sexual. Quando o mangalho já não vos obedece como outrora, ou quando os mamilos erectos não anunciam mais que uma aragem fresca, há que inovar, mudar, baralhar e voltar a dar.E não precisam de ir muito longe. As mudanças não têm, necessariamente, que abarcar uma ginástica, física e mental, que implique mortais encarpados com duplas piruetas. Basta, para tal, que abram espaço a uns quantos adereços, os vossos melhores amigos quando a inovação é quem mais ordena.

E não pensem que vos sugiro a corriqueira ida à sex shop. Não que vos faça mal, mas se pensarem bem, o que é tradicional também bom, logo, são bem capazes de ter em casa tudo o que precisam para umas bombadas á grande e à portuguesa. É uma questão de, como que por osmose, incorporarem os vários elementos caseiros que vos vou dar conta já ali em baixo, em formas únicas de iniciar sessões contínuas do vosso próprio filme porno. Ora atentem.

Almofadas – estas grandes queridas podem ser usadas de duas maneiras: mesmo no final das costas, levantando a zona pélvica para penetração profunda e um perscrutar de uma cárie ou outra; ou de costas, por debaixo da barriga, para a mesma motivação na canzana. Pela frente ou por trás, a almofada é amiga.

Chuveiro – cá está um belíssimo substituto de mão amiga. Porém, a dois, basta que, gentilmente, direccionem a água do chuveiro para o clítoris da vossa querida, enquanto a observam a tocar-se e contorcer-se de prazer. É só uma questão de tempo até que vos dê os calores também e lhe saltem em cima que nem uns bravos.

Pasta dos dentes – apesar do mito urbano nos dizer que o mentol rouba a tesão alheia, duvido que existam tantas sensações tão boas quanto as que esta ervinha pode provocar. Assim sendo, exortem a vossa querida a degustar um rebuçado mentolado para o chupanço de outras áreas se torne ainda melhor. Não só o hálito fica fresquinho, como a sensação de dormência boa que o mentol provocará no vosso mangalho retardará e intensificará o orgasmo.

Água com gás – parece estranho, mas não é. Atentem nisto que Sissi vos diz: estão a ver o efeito que as bolhinhas do gás produzem na boca quando bebido? Agora imaginem em zonas estratégicas do corpo da vossa querida, como, por exemplo, no mamazal? Justamente. É espalhar umas gotas nos mamilos, soprar um bocadinho para intensificar, e aproveitar os efeitos.

Acreditem nisto, estimados súbditos leitores desta Bíblia: muitas vezes, tudo o que precisamos para uma boa noite de sexo está ali mesmo ao lado e não custa nada.

Palavra de Sissi

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2005
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2004
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D