Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cenas de gaja

11
Mar05

TPM # 10

sissi
Há sempre um dia em que acordamos, olhamos para trás e não gostamos do que vemos. É um olhar necessário mas duro. E doloroso também. Porque é a assunção de boicotes e tiros no pé que nos viram a vida do avesso e nos fazem recomeçar a duras penas.
O arrependimento é das piores sensações do mundo. Tem um gosto de derrota, de quem foi vencido pelos seus próprios demónios. Não sei se é com a maturidade que conseguimos utilizar esses demónios em nosso proveito, mas gostava de ter esse tipo de inteligência. Porque, no fundo, é a inteligência perante nós mesmos, o grau de auto-conhecimento, que nos pode travar perante o arrependimento. É não permitir que os nossos desejos se sobreponham à exequibilidade dos mesmos, só porque no momento fazem sentido, e saber conter a frustração como parte osmótica da vida. A reflexão exige-se sempre, mesmo quando a emoções são mais fortes.
Dito assim parece fácil. Então, porque caralho, é tão difícil vivê-lo?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2005
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2004
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D