Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cenas de gaja

22
Jun08

Holding

sissi

«Então e tu? Não pegas em ninguém?»

 

Foi esta pergunta lancinante que pôs termo a uma conversa banal e simpática. O meu amigo estava exultante por ter encontrado alguém de quem gostava e eivado de sentimentos nobres mandou para o espaço a questão: então e tu? Não pegas em ninguém? Pensei em várias respostas para lhe dar. Teria gostado de lhe apaziguar a culpa cristã que só uma pessoa feliz e recém-apaixonada sente. Como se fossem atingidos por qualquer coisa que os impregna de uma especialidade que gostariam de explicar e passar aos outros.

 

Dias depois percebo que não. Que não pego em ninguém. Pelo menos enquanto achar que o compromisso me mata, que as pessoas me enfraquecem e que a solidão me salva. Ou então, enquanto não encontrar alguém que me faça pensar o contrário.

 

Há coisas que se dizem (e pensam e sentem) nestas alturas em que «pegamos nas pessoas» que não condizem com a minha natureza inquisitiva. Que caralho é um «projecto de vida em comum»? Casar e ter filhos? E quem não quiser ter filhos? Que projecto é que pode ter? E quem não vir utilidade no casamento?  Nem na vida sob o mesmo tecto? Que projectos de vida restam a pessoas assim?

 

Aos 33 a questão não me atormenta mas toca-me. Sou uma romântica com consideráveis doses de cinísmo e cristalizei no celibato. Não «pego em ninguém» porque ainda não me foi oferecido um modelo de relação que me interesse. Alguma coisa que possa crescer e viver em liberdade, assente no respeito pelas premissas estabelecidas e que perceba que it takes two to tango. O afecto, o erotismo, o sexo, a tesão são valores que a inexorabilidade do tempo se encarrega de arrefecer e apagar. O que sobra, o substracto com o qual vivemos depois, é a capacidade que temos de viver uns com os outros, sem nos odiamos de forma regular e sendo profundamente amigos.

 

Querido, acho que já te respondi.

 

 

23 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2005
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2004
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D