Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007
Sissi Responde - O Gonzo
Adorada princesa,

Tu que és senhora de uma clarividência que em muito ultrapassa as teorias duvidosas de Jung e Freud no que às relações humanas (sexuais, sociais e outras) diz respeito, diz-me se te dedicas apenas ao estudo do
empírico, ou se já te debruçaste também na interpretação de sonhos (eróticos, tá visto).

E se te questiono acerca desta questão que, em condições absolutamente normais, eu consideraria
positivamente cagativa, é porque há umas quantas semanas que tenho um problema nesta área.

Eu sei que vais levantar a sobrancelha, afivelar um sorrisinho irónico e altivo e vais pensar de ti para ti: “olha, outra doida!”. Mas pronto, eu arrisco e conto-te o meu problema na mesma.

A coisita mais parecida com um sonho erótico que me lembre de ter experimentado aconteceu já há alguns anos, quando fui ver “O Paciente Inglês” e passei a noite a sonhar com o Ralph Fiennes nu, deitado na
cama do hospital e eu, monumental cretina, fiquei o tempo todo a trocar-lhe as ligaduras. Para sonhar isto, mais valia ter insónias.

Mas desta vez a coisa aqueceu. Maneiras que o melhor é ir logo direita ao assunto: por várias (demasiadas) vezes nas últimas semanas eu tenho o mesmo sonho erótico. Repara, não são daqueles sonhos nonsense, em que a gente tão depressa está num campo de girassóis a dar comer aos peixes, como de um momento para o outro está a fazer exercícios sodoku deitada na colcha de veludo vermelho do Papa. Este sonho recorrente é uma experiência vívida, consistente e convincente e faz-me acordar de manhã transpirada, húmida, exausta e com uma sensação de twilight zone que me incomoda durante todo o dia.

Agora vem a parte em que te atiras ao ar. Sonho que estou na cama com o Paulo Gonzo. Podia ser com o George Clooney, ou com o Peter Kraus, ou, sei lá, com o Daniel Day-Lewis. Mas não, é com o Paulo Gonzo. Pronto. Sessões de sexo virtual e com direito a tudo, tuuuudo. (Menos anal, que mesmo quando estou a dormir o meu cérebro inteligente reconhece a zona proibida). O Paulo Gonzo, tadito, não foi tido nem achado neste assunto (se calhar nem aprecia estas coisas) e às tantas, se vem a saber disto, ainda me exige o
pagamento de direitos de utilização de imagem (e muiiiito que eu a tenho utilizado). E se te conto aqui que ninguém nos lê (!!!!!) é porque estou mesmo interessada em que me ajudes a interpretar esta imbecilidade
involuntária.

É que não tem graça, por exemplo, uma pessoa estar em plena reunião de trabalho, cheia de senhores penteadinhos e de gravata e de tias com madeixas e lencinhos Burberries e de repente cuspir o cafezinho pela boca e pelo nariz como um sniper, só porque o telemóvel de uma qualquer criatura começa a tocar o “Sei-te de Cor”.Nesta altura estarás tu já a pensar que todos estes devaneios oníricos decorrem da falta de actividade real, mas não é verdade. Estou até muito bem, obrigada. Eu bem sei que o sonho comanda a vida, mas assim tanto também não é normal. Eu acho que não é. Agora, assim de repente vêm-me à ideia
várias hipóteses. Alzheimer precoce? Uma esquizófreniazita (ligeira)? Caso para chamar o Padre Merrin para proceder ao exorcismo? Prozac 10mg de 12 em 12 hrs?? Brincadeiras à parte, o tom é irónico (talvez para aligeirar a cretinice do caso) mas o incómodo é real.

Grandes vénias e ósculos.

Súbdita Devidamente Identificada



Estimada Súbdita,
Antes de mais muito obrigada pela prosa. Rio-me alarvemente de cada vez que (re)leio o seu email, e, acredite, foram muitas as vezes em que o fiz. Não só pelo sentido de humor de que está impregnado, mas também pela estupefação que ainda me encontro. O Paulo Gonzo? Enfim, não me vou debruçar em considerandos uma vez que esses já foram todos cerceados por si.
Não sou, nem nunca fui, princesa dada ao erotismo de Morfeu. Por nenhuma razão especial, apenas porque os meus sonhos e devaneios tenho-os concretizado todos de olhos bem abertos (outras vezes até de olhos bem fechados...) e nunca os meus anseios passaram para lá do espelho do sono. Maneiras que, sexuais só mesmo os orgasmos que me fazem acordar de vez em quando em êxtase, sem que, para tal, haja uma motivação desse cariz. Posto isto, apraz-me dizer o seguinte: se o Paulo Gonzo for uma boa cama, se mesmo cochinho lhe der com a bengala no sítio certo, deixe-se ir. Veja-se como os excêntricos do Euromilhões mas com uma conta bancária menos choruda. Aliás, veja-se como a mulher rosa no filme azul. Enquanto todas nós salivamos com os dentes do Clooney ou os olhos do Day-Lewis, a Estimada está muito à frente. E escolhe produto nacional. Eu a si aceitava a coisa, na boa, e ia a correr comprar a discografia do Gonzo desde a Go Graal Blues Band. Comece o dia a trautear os Jardins Proibidos ou o So Do I e assuma a sua preferência com alegria.
Aqui entre nós, eu tenho um fétiche com o Gary Lineker. Por falar em estranhezas...

Cumps

«Quando amanhece logo no ar, lai, lai, lai, lai, lai, lai...»
:-)

Disclaimer: Este consultório não é profissional, como imaginam. Aqui não se resolvem problemas, conversam-se. O que terá apenas a importância que cada um de nós lhe der. As questões serão respondidas por ordem de chegada, todas as quintas-feiras. Missivas para aqui: sissiresponde@yahoo.com

publicado por sissi às 11:08 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Ze Micks a 4 de Fevereiro de 2007 às 17:17
Ó meux amigox..ox..ox.....podia não haver nexexidade....mas ri-me, ri-me, por fora, muito por dentro (não pago mais por não ser original, pois não?). E eu a pensar que as pessoas interessantes e divertidas esram espécie em vias de extinção e elas estavam aqui todas escondidas....Bem hajam.

Teresa, o Gonzo parece óptimo....tudo (tudo? quase tudo, vá...) é relativo, não é? Por exemplo o Alberto João não deveria fazer parte de nenhuma relatividade (sim, tenho animosidades de estimação).

Posso passar a passar por cá?
Vénia


De Teresa a 4 de Fevereiro de 2007 às 16:20
Tenho andado num mundo um pouco paralelo, mas nao pude deixar de comentar este post...

Considero que o seu sonho nao é motivo de preocupação... ora vejamos, eu ja tive sonhos bem quentes, com o pato donald, o Freddy Kruger (sim, o mesmo do "Pesadelo em Elm Street") e ate com o alexandre frota... por isso o Gonzinho ate esta dentro da normalidade....;)


espero que esteja tudo bem com a princesa....

Beijinhos (venia)


De alexa a 9 de Fevereiro de 2007 às 11:30
Mas pior é mesmo ter um sonho erótico com o próprio pai... e esta, hein? Qual Paulo Gonzo, quais Gato Fedorento!

:)

Bom fim de semana!


De Mrs Jones a 9 de Fevereiro de 2007 às 21:58
alexa,

Isso é muito doentio, mulher.


De Horizonte Vertical a 1 de Fevereiro de 2007 às 12:02
Sem dúvida que foi das prosas que mais me fez rir nos últimos tempos, humor qb e uma escrita escorreita e imaginativa, parabéns.


De Zezinho a 1 de Fevereiro de 2007 às 12:13
princesa.... com o gary lineker??? ok


De nelson anjos a 2 de Fevereiro de 2007 às 11:43
Como a compreendo, Mrs. Jones ...!

Também a mim, o que mais me seduz nas mulheres, é aquilo de que continuo a gostar mesmo - ou talvez principalmente -nas que não são bonitas.

Não, Menhir: ao nível da táctica, discordo.
De entre a multiplicidade de modelos que têm vindo a ser propostos como referências para as sociedades pós-modernas, há um que se tem vindo a destacar: refiro-me a uma certa tendência para a "naturalização". Esgotadas as velhas referências, refugiamo-nos nos exemplos da "natureza". A própria economia neo-liberal é um exemplo de aplicação desse modelo: as leis da selva como referência.

Mas, mesmo ao nível do senso comum, é vulgar, quando queremos conferir legitimidade a um determinado comportamento, procurar essa espécie de "solidariedade" em comportamentos idênticos noutras espécies animais.

E é fazendo uso desse mesmo senso comum que, no que respeita o nosso caso, lembro que as espécies caçadoras - pejorativamente designadas pela nossa espécie de predadores - quando caçam não atacam a manada. Isolam o indivíduo e só então o capturam.

Ora, dentro desta perspectiva, o ataque ao convento não me parece a táctica mais acertada. Há que procurar outra.

cumps. e bom fim-de-semana
nelson


De Anonimus Rarus a 2 de Fevereiro de 2007 às 11:58
Gostei mais da pergunta do que da resposta...


De Matie a 2 de Fevereiro de 2007 às 00:03
Excelente descrição dos devaneios oníricos de mulher!
Acho que todas já passámos pelo mesmo não é? ...Eu pelo menos, também já me encontrei com certas e determinadas individualidades do cinema, e afins, em sonhos. E foi algo interessante devo dizer...


De Menhir a 2 de Fevereiro de 2007 às 18:05
Stacie,

Agora percebi a sua fantasia da dupla...
Olhe que é um oportunidade de ouro...não volta a ter outra.

(estou a brincar, não me leve a sério, tábem?)

Bjs.


Comentar post

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge