Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2007
Intervalo
Minha querida,

entendo e não entendo porque choras. Percebo que a solidão te mate, pouco a pouco, a capacidade de aspirar a qualquer coisa que nos aqueça devagarinho. Percebo que ela te faça achar que, na realidade, não és nem nunca vais ser feliz, porque, desgraçada, a brisa da serotonina não olha na tua direcção. Percebo que aches que escolhes mal, que, aliás, somos infalíveis e temos obrigação de ver para além dos sorrisos dos outros e das suas palavras bonitas. Entendo que já não sorrias porque te falta a muleta (sim minha querida, aquilo não era mais que uma muleta...) que te fazia sentir mais próxima de todos os outros que carregam não os seus maridos, namorados e companheiros mas as suas muletas, que os impedia, como a ti, de cair no buraco da solidão acompanhada.

O que não compreendo minha querida, é como te deixas ir nessa falácia. Não entendo como consegues olhar para as tuas crias e falar em desamor. Como não consegues olhar à volta e perceber que se o destino ainda não te solucionou as carências refervidas, não é porque sejas menos importante ou digna de amor que os outros. É porque para além dos tiros no pé que todos insistimos em dar, encontrar em quem tropeçar e ficar é uma demanda que exige atenção, respeito por si mesma, optimismo. Em suma, exige que estejamos de bem com a vida. E isso minha querida, a espaços, falhou-te.

Mas como acredito em ti, mais que tu mesma, sei que esse luto termina em breve. Como sempre, estou por aqui.

publicado por sissi às 00:09 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De clea a 15 de Janeiro de 2007 às 19:59
Olá princesa
Olá a todos

Solidão acompanhada é uma grande agressão à qual ninguém se deve sujeitar. Se ela persiste e não tem cura então mais vale partir a loiça toda, sofrer tudo até ao limite para depois renascer.

Nada disto é fácil, exige as energias que parecem faltar. Mas, para além da nossa vontade, existem os outros afectos que são fundamentais nesses períodos. É impossível sobrevivermos sozinhos a um luto.

Por isso, a diversidade de afectos é uma boa garantia, talvez a única, para esses tempos. São essas reservas que nos puxam para a frente até ao dia em que sentimos que essa fase acabou e nos sentimos libertos.

Falo com conhecimento de causa e gostaria que quem está a atravessar uma fase má acredite que ela é superável, porque é. Pode demorar mais ou menos tempo, mas passa. Depois dos choros, das decepções, dos vazios, das tristezas, nós conseguimos voltar a viver com a mesma alegria e a mesma força de antes. Mas, nada de cruzar os braços, ok? :)

beijos


De Mrs Jones a 15 de Janeiro de 2007 às 21:49
Querida amiga da princesa,

Não sei quem é.
Mas, quer-me parecer - pela forma como eu própria me revejo na reflexão da Sissi, bem como por tudo o que acabo de ler (e reler) nos testemunhos anteriores - que nestas coisas difíceis de gajas, tal como diz a canção, "YOU'RE EVERY WOMAN".

Com tantas mulheres espectaculares a dizerem-lhe que vai passar, que é difícil, mas superável e que o melhor ainda está para vir, só pode mesmo ser verdade.

Hang in there.


De Leão da Lezíria a 15 de Janeiro de 2007 às 21:17
Admirável Sissi:
Ter, como tem a sua amiga, alguém que a incentiva desta forma é um belo prenuncio de uma nova etapa.
(A si, obrigado pelo "intervalo")


De jb a 25 de Janeiro de 2007 às 23:07
De desilusão em desilusão até perceber a ilusão final.
Afinal não passamos de comediantes de uma peça de teatro.
Ao principio vista de longe e no fim de perto.
Vou chorar uma lágrima e emoldurá-la no meu tubo de ensaio.


De Marciana a 15 de Janeiro de 2007 às 12:07
Princesa

Um beijo muito especial a sua amiga e para si, deve ser bom ter uma amiga assim.

(Vénia)


De Jack Umituku a 15 de Janeiro de 2007 às 12:25
Mt bom este post. Dá uma ideia de como as coisas se passam hj em dia. E lanço aqui o réptil..qual a % de pessoas k estão verdadeiramente felizes com o companheiro(a), e sentem k ele/ela, é realmente a sua alma gémea??


De River a 15 de Janeiro de 2007 às 12:59
Aí está!!!

Cena de gaja... é isto! Muito mais que as cavalgadas boas e essenciais, que os deboches apetecíveis e que nos fazem falta, é isto!!!
Sensibilidade, na sua mais pura forma… Saber dizer que deve ser dito, mesmo que ao outro não lhe apeteça ouvir… Capacidade dar o melhor que tens!
Gosto tanto de ti.

PS. "Sol i Dão", sábias palavras, muito!


De *Sarinha a 15 de Janeiro de 2007 às 19:14
O teu blog tá msm mt fixe! Kontinua!

Visita o meu, komenta e vota na nova enkete, ppf...

Bjinhos


De pandora a 15 de Janeiro de 2007 às 10:16
De repente, vejo-me nestas palavras... principalmente na solidão acompanhada. Há uns 2 anos atrás, no tempo da muleta que acabou por dar à sola, escrevi um post que apenas dizia: "Hoje não me apeteceu a solidão junto de ti!"
O pior disto tudo é que sabemos mas vamo-nos deixando ficar... triste!

Á subdita (que julgo conhecer!) envio de volta todas as palavras tão sábias que ela própria me deu quando eu precisei de as ouvir... walk on!

bj. prás duas :)


De ALEX(a) a 16 de Janeiro de 2007 às 21:55
Viva! Embora fora de prazo, não quero deixar de dizer que, passado o luto,para a frente é que é caminho! Também eu me revi neste post...mas estou VIVA! BJS


Comentar post

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge