Quarta-feira, 3 de Janeiro de 2007
Olé!
É verdade. O meu «révélhão» foi passado em terras outrora inimigas, hoje em dia bastante prazerosas para mim porque adoro machame com salero. Pois que me fui até Sevilla, comer tapas e levar tapinhas, o que, como toda a gente sabe, não dói.

Mas dos tapinhas falarei mais adiante. Falo hoje das sevilhanas, não as danças, mas as gajas. Não sei se já repararam, mas as espanholas são umas pândegas do melhor. Arreiam-se como se todos os dias fossem dia de ópera, andam de nariz empinado e cabeça levantada, faça chuva ou faça sol.

Uma vez em Sevilha, decidi aproveitar as maravilhas da cidade, para lá do Rioja e das Tapas, e vai de descobrir um bar para beber umas «copas». E foi aqui que encontrei assunto para vos escrever. Depois de pedir ao balcão, sentei-me a apreciar o espectáculo de duas mulheres que dançavam, sevilhanas, ao som de uma guitarrada que chorava acompanhando um timbre típicamente andaluz. Até aqui tudo bem. Porém, se pensam que as ditas senhoras encaixavam no estereotipo da mulher sensual, esqueçam. Eram gordas, bem gordas, mas não deixaram de se levantar e animar aquela roda de música com meneios sensuais num pas-de-deux sevilhano que me encantou.

Pensei, quase acto-contínuo, se o quadro que via se repetiria por cá. Se duas mulheres, cujas medidas não cabem no metro social, se levantariam e dançariam juntas, perante o olhar alheio, como se mais mundo não existisse para além da voz arrastada daquele tablao improvisado.

Julgo que não. Por cá ainda gostamos muito de rotular os gordos e as gordas. Gostamos que eles sejam escape para as nossas próprias gorduras mentais. Como se a gordura e os pneus fossem um impedimento e não uma morfologia.

Vidas.

publicado por sissi às 10:52 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Yashmeen a 10 de Janeiro de 2007 às 00:22
Minha cara Sissi:

Eu tenho uma boa percentagem de sangue andaluz e Sevilha é a minha segunda casa. Fico muito lisongeada que tenha gostado, mas da próxima vez esqueça o Rioja e mande-se ao D. Pepe.
Quanto às sevilhanas, é mais que uma dança. É raça. E é daquilo que se trata quando as gordas e as magras se levantam para dançar. Porém, se metia guitarras à séria, devia ser outro tipo de flamenco. É comum esta confusão; os portugueses chamam a tudo "sevilhanas".
Voltando às mulheres espanholas, têm um ar altivo sim senhora. Porque sabem o que valem. Levam na tromba (Espanha é o país com maior índice de violência doméstica da Europa) forte e feio por causa daquele nariz empinado. Mas pronto, não se vê uma andaluza sair à rua de fato de treino e chinela no pé. Não se vê não. Acredite em mim. E digo-lhe desde já que uma boa percentagem dos homens que as conhecem e que conhecem a Andaluzia acham as andaluzas as mulheres mais sensuais do mundo. Dão luta, são ariscas - faz parte do jogo. E têm "duende", que não se traduz mas é assim tipo sal na sopa. É por isso que os branquelas do Norte da Europa compram todos uma casa em Marbella e casam com uma Macarena qualquer.
Uma recomendação: veja o filme "Carmen", do Vicente Aranda. Está ali toda a essência de Sevilha e das mulheres andaluzas, misto de cigana com árabe. Se não encontrar, fale comigo que eu arranjo-lhe uma... cópia de segurança.

Abrazo,

Yashmeen


De Fitipaldi a 9 de Janeiro de 2007 às 23:06
Olá cara Sissi. Pois é a primeira vez que comento este Blog mas devo dizer que boas horas de humor me tem feito passar. Haja mulheres assim. É um prazer ler estes textos. Um feliz 2007 e que continues assim!


De Patita a 12 de Janeiro de 2007 às 13:11
Meus caros(as)

Pois bem, apesar de ja há largos meses ler o blog, esta é ma das minhas resoluções para o novo ano, começar tb a participar nos assuntos que assolam as mentes das gajas. E, quer queiramos admitir ou não, o assunto das gorduritas a mais, é um tema que é muitas vezes tabu...
É impressão minha ou houve aqui uma sensação de alívio quando houve uma primeira voz que assumiu ter umas gordurinhas a mais?! Eu também as tenho e admito que muitas vezes me sinto complexada por elas, mas tb admito que muitas vezes não promovo o que tenho de melhor e fico a lamentar-me... Até porque há sempre desculpas para não ir ao ginásio, há sempre coisas mais importantes para fazer, mesmo sabendo que vou sair de lá a sentir-me melhor não so fisicamente, interiormente.
Se nos soubermos vestir e "arranjar", conseguimos fazer sobressair o que temos de melhor e, como todas temos algumas imperfeições, que se lixe, o que importa é termos o "salero" e dançar uma boa sevilhana!!

Bjs

Patita


De tiago a 2 de Dezembro de 2008 às 20:28
ola baibe


De gaijo a 6 de Janeiro de 2007 às 11:45
Não haja duvida espanha esta muito há frente e não só economicamente...
Menos preconceituosos, menos complicados, mais curte a vida e deixa curtir...

Mas não se enganem eu adoro Portugal só tenho pena de algumas coisas e não sou cego


De Ze-o-Terrivel a 4 de Janeiro de 2007 às 10:36
Olé Sissi, um grande bem-haja pelo facto de ter voltado a autorizar posts no seu excelente blog. O José Mourinho voltou a dar autografos!! passo a expressão.

Adoro a Espanha e os espanhois, não ha ninguém nesta Europa cinzenta que tenha tanta facilidade em se manifestar como essa gente valente. Que pena tenho eu de não ter nascido espanhol. Sejam gordos ou magros, bonitos ou feios, toda a gente tem a sua hora quando lhe da nas ganas e acabou a conversa. Quem não gostar que se lixe. Viva a democracia!

As espanholas são quentes e boas, como as castanhas. E quando estão interessadas em curtir com alguém, dizem! não estão ha espera que o outro adivinhe o que lhes vai na cabeça em relação ao que interessa. Ali, quem ajoelha, reza de facto. E se os outros criticam o seu à-vontade, "a tomar por el culo!!"

Quanto às canhas antes do jantar e bom ambiente, os portugueses que aprendam. Em Portugal ja nem uma merda duns tremoços temos direito quando consumimos umas jolas, quanto mais as tapas... e dançar no meio do bar??? vinha logo o cona do dono pedir para acabar com a brincadeira, que se estava a ir contra "a filosofia da casa" (?)

Mas para ver a sério como é que as gentes se divertem em cafés, esplanadas, bares, pastelarias ou seja la onde for que haja musica, é preciso ir aos paises de leste, ou melhor, à ex-união soviética.

Y viva España!


De Maneca a 3 de Janeiro de 2007 às 22:55
A sensualidade e sexualidade de uma mulher prende-se com autoestima e confiança. Uma mulher confiante de si mesma transpira sensualidade e que bom que isso é :) Aqui em terras lusitanas ainda se colocam rótulos errados a mulheres com tal determinação - ainda somos mentes fechadas

Chama-se emancipação! E é do melhor tanto para Pincesas como para nós Machos ;)

Bjs e Bom Ano Sissi


De nina a 4 de Janeiro de 2007 às 20:58
Sua/Nossa Alteza Real,...
Venho por este meio terreuteuteu, pardais ao ninho, piu piu piu,...como gorda lusitana, prestar o meu desconsolo pela maneira como somos tratadas quando nos comportamos assim! Uma pessoa, por ser, ''preenchida'', dá por si só nas vistas,...um bocadinho de celulite, uma banhita aqui, um pneuzinho ali,...é um desconforto do caraças,...
e vemo-nos obrigadas a abdicar de dançar,a evitar sentarmo-nos num bar, porque se nota mais a barriguita, ou porque as calças descaem um pouco mais,e lá fica parte do rabiosque á mostra...e puffff, somos penetradas por mil e um olhares intimidantes,... e no sexo? deixe-me que lhe diga,...por vezes sentimos que somos 'uma foda mal dada',...ou porque nunca encontramos posição, ou porque temos receio que eles nos menosprezem quando nos virem nuas, ou porque a barriga faz uma dobra,...ou o carago, parece que corre sempre alguma coisa mal!


De Maria a 3 de Janeiro de 2007 às 20:53
Boa Noite Sissi,
Um Bom Ano de 2007
Boa decisão a sua de voltar a abrir os comentários, parabéns.
Cumps.


De clea a 3 de Janeiro de 2007 às 21:12
Princesa Sissi

Parabéns pela escolha. Sevilha é uma cidade encantadora, o rio, as calles, o comércio, a alegria, a musica, a dança, criam um ambiente muito especial onde é difícil não nos sentirmos bem.

Sou algarvia e vivo no Algarve. Ir daqui a Sevilha é mais fácil e mais barato que ir a Lisboa. Os passeios e as compras em Sevilha sempre foram um atractivo, agora ainda maior pois os espanhóis dispensam as portagens, têm combustíveis mais baratos e o Iva também é inferior ao nosso.

Por lá, as noites garantem sempre muita animação e boa disposição, pois os espanhóis dedicam-se apaixonadamente ao lazer depois do trabalho. Trabalham muito, é verdade, mas não se dedicam menos à diversão. Enquanto que nós por cá geralmente nos enfiamos em casa depois de um dia de trabalho, por lá isso é quase impensável, há que passar pelas tapas, pelas copas e pelo convívio antes de acabar o dia. Falam pelos cotovelos e animam as ruas com gargalhadas e boa disposição.

Neste quadro, as mulheres têm um papel determinante. Tratam-se e arranjam-se com esmero, sentem-se bonitas, atraentes e confiantes. Muito emancipadas. Os homens deliciam-se. E, ficam todos muito satisfeitos.

bom ano para todos


De Mrs Jones a 3 de Janeiro de 2007 às 20:00
Também me parece que no meio está a virtude e isto serve para ambos os géneros.
Compreendo que a sensualidade surge da atitude e da auto-estima de cada um e acho que quem se sentir bem a dançar uma sevilhana ou uma salsa num bar repleto de pessoas, deve fazê-lo, independentemente do seu peso e da opinião dos outros.
Mas é evidente que o olhar/gosto dos outros também não deve ser espartilhado pelo politicamente correcto.
Eu por exemplo, que também tenho estrias, celulite e a cicatriz da apendicite, se vir um tipo de 120kgs a dançar flamenco no meio da pista não vou concerteza sentir-me atraída como se estivesse a ver o Joaquin Cortez. E isso não é preconceito, é uma reacção física (ou química?) que não podemos controlar.


Comentar post

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge