Terça-feira, 21 de Novembro de 2006
Singles
Se pudesse dar um cognome a Lisboa, e dentre todos os atributos que a cidade encerra, há um epíteto que me vem logo à cabeça: casada.

Ao contrário de Londres, onde se vive com a liberdade que só as grandes metrópoles permitem, Lisboa, qual casulo de bicho-da-seda, está pejada de casais. De volta ao burgo, reparo que homens e mulheres encontram nessa finisterra de entendimento substrato e adubo para a sua própria vivência.

Parece que o celibato está fora de moda. Parece mesmo que ser-se solteiro em Lisboa é como pertencer a um grupo separatista, verdadeiros braços armados da revolução conjugal. De outra forma não se entende a necessidade de acasalar por acasalar e, uma vez aí chegados, não rumar a Sul quando o Inverno chega.

Os casais dominam a cena social. Como se o número dois fosse mais apelativo que o um e os ímpios solteiros fossem menos dignos de luz que os outros. O tempo dos amigos altera-se a partir do momento em que um significant other invade as suas vidas e os convites para jantar lá em casa passam a ser beneplácito do socialmente aceite. Afinal de contas, quem é que vai querer ser confrontado com a aparente liberdade de um homem solteiro? Ou com a suposta leveza de vida de uma celibatária que é, verdadeiramente dona do seu tempo?

Não se trata aqui de apregoar uma ou outra condição. Cada um com a sua. Mas o apagamento da reflexão e escolha individual, verdadeira fonte de evolução humana, em detrimento de uma vivência que apenas permite a escolha em casal é, ironicamente, o principal factor de ruína dessa instituição. Pensar EM conjunto será sempre diferente de pensar PARA o conjunto.

Vidas.

publicado por sissi às 12:18 | link do post | adicionar aos favoritos

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge