Domingo, 4 de Junho de 2006
DST
Há coisas que são ditas, ideias veiculadas que são, não só, de uma tremenda injustica, como de uma estupidez e ignorância inomináveis. Associar Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) com comportamento sexual, fazendo a primeira depender exclusivamente da segunda, prova à saciedade que todas as campanhas de prevenção e infomação do mundo não batem o autismo e estupidez humanas.

Tenho como certo, por razões que extrapolam este post, que pessoas sexualmente activas, que frequentam um circuito sexual público ou privado, em casal ou individualmente, com o mesmo parceiro ou com vários, são as mais precavidas quanto às DST. São também as mais cuidadosas, testadas regularmente, e, logo, as mais fiáveis. A mesma razão que os leva a ter prazer, leva-os a tomar precauções. Ou seja, o que é bom não tem que acabar depressa, assim se cumpra o absolutamente necessário: o uso do preservativo.

Já privei com pessoas que participam activamente em orgias, swingers que gostam de variar e outras «combinações» e todos eles entendem que para que o sexo seja vivido com o máximo de prazer e segurança, não poderá pairar a nuvem das DST. Até aqui, estamos esclarecidos.

O que, verdadeiramente, me exaspera é que se tente atribuir a responsabilidade da propagação da doença apenas aos chamados grupos de risco e aos malandros, aos biltres, pécoras, bandalhos dos fodilhões que andam aí, com uns e com outros no deboche geral!!!

Nestas alturas ocorre-me sempre a imagem do cenário dantesco das casas de passe, os bordéis modernos mas com menos condições e glamour, onde os senhores se predispõe a pagar mais uns dobrões por uma noite de sexo desprotegido. Ocorre-me ainda, que esses senhores, no dédalo de relações legítimas e ilegítimas que criam, se predisponham sempre ao mesmo, e que no caso de terem contraído uma DST infectem toda a sua pipeline, incluíndo a incauta esposa, que aguarda em casa o marido, o qual, de tempos a tempos, a faz sentir mulher novamente encenando uma relação sexual. Sem preservativo...

Todos temos um passado. E todos também já fizémos sexo sem preservativo. A quem não o queira usar, mando-o foder. Com outra que não eu. E quando um dia me encontrar numa relação, espero que o meu parceiro seja testado, como eu o farei, e espero, sobretudo, que se decidir foder outra pessoa que não eu, que use preservativo.
Antes a dor de corno que a morte...

publicado por sissi às 20:51 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De joao a 4 de Junho de 2006 às 21:24
tendo-me iniciado no tema há quase 30 anos, 80% das vezes usei-o, faz parte, pelo menos para mim


De sissi a 4 de Junho de 2006 às 21:55
Senhor João,
nem eu esperava de si outra coisa!
:-)
cumps.


De u_bien a 5 de Junho de 2006 às 02:22
Pelo menos para a minha geração (80) acho que está completamente enraizado o uso da camisinha.

Desviando um pouco do tema acho lamentável certas instituições que eu não quero dizer o nome mas que começam com I e acabam em GREJA, serem contra o uso do preservativo... Deveria ser ao contráriom, ou não?


De joao a 5 de Junho de 2006 às 08:57
Dona Sissi, pois sim, é verdade quer por uma razao ou outra se usa, mas não deixo de dizer que é diferente com e sem.


De Ana Afonso a 5 de Junho de 2006 às 09:43
Ola Princessa
Bem dito bem dito mesmo nem mais ... :)
Abraços e sorrisos
ana afonso :)


De sissi a 5 de Junho de 2006 às 10:08
Ola Aninha,
obrigada!
Sorrisos e beijinhos


De nuno a 5 de Junho de 2006 às 10:15
o problema é que nem todos pensam dessa maneira, e existe mesmo gente que anda para aí a dar cambalhotas com tudo e todos e não toma, efectivamente, precauções nenhumas.daí a associação tacanha que é feita e que a princesa referiu.

mas se realmente existe gente com comportamentos de risco, entao faz todo o sentido haver prevenção e sencibilização nesse sentido

neste caso - e é dos poucos casos, porque sermos todos iguais n tem piada nenhuma - se pensassemos todos da mesma forma era muito melhor


De sissi a 5 de Junho de 2006 às 10:44
Caro Nuno,
obviamente que as campanhas devem ser feitas, mas quem e que nao sabe hoje em dia que se deve usar preservativo quando se tem sexo com alguem que nao se conheca?
Mas sim, a mesmice neste caso seria altamente favoravel.
cumps.


De nuno a 5 de Junho de 2006 às 11:05
princess,
todos sabemos que o devemos usar nessas situações. só quem vive longe do mundo ainda n teve acesso à informação sobre o tema.
mas a ideia do "isso só acontece aos outros, não me acontece a mim!" ainda é posta em prática por muita boa gente e quando menos esperam já não há volta a dar.o efeito bola de neve encarrega-se do resto...aí é que está o buzilis da questão

cumps


De sissi a 5 de Junho de 2006 às 11:08
Caro Nuno,
pois precisamente. Como dizia no texto, e mais facil culpar o deboche alheio, num misto de irresponsabilidade e inveja, que olha pa si mesmos. O problema maior e apanhar desprevenidos os outros.
cumps.


Comentar post

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge