Quarta-feira, 4 de Janeiro de 2006
Até já...
Meus caríssimos,
estou que não posso. De contentamento. E às vezes o contentamento é tanto que tira a tusa da escrita. É o que está a acontecer. São demasiadas coisas boas a acontecer ao mesmo tempo para conseguir parar, pensar e escrever alguma coisa decente. Não me levem a mal. Voltarei muito breve. Quem sabe ainda hoje ou amanhã. Mas agora, agora, não está a dar. Tenho o ecrã ligado à horas e a minha cabeça está em todo o lado menos aqui. Anda ali para as londrinas e depois volta e depois vai e depois volta mas não se fixa. Não há concentração. Por isso, uma grande beijo a todos. Até já...

publicado por sissi às 11:24 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Grão-Duque Rasputine a 4 de Janeiro de 2006 às 11:30
Dir-te-ias, pelo que percebi, orgásmica.


De Bock a 4 de Janeiro de 2006 às 12:14
... no mínimo!

Bom Ano, Alteza!


De sissi a 4 de Janeiro de 2006 às 12:21
Bock!
Até qu'enfim! Julgava que tinha abandonado o Palácio!
Esses ossos, como andam?
Bom ano para si também!

Grão Duque,
Ele são orgasmos uns atrás dos outros...é uma torrente orgásmica com proveniências várias. E isso é que é bonito no orgasmo! É não ter uma fonte só, o que multiplica as possibilidades de ocorrência.
Enfim...vivam eles!


De Explícito a 4 de Janeiro de 2006 às 13:47
Cara Bourgoise,

Conseguiu aquilo que ambicionava? Desejo que sim, sinceramente.

Em berev aparecerá mais um biafrense, de tanto sugado... ;)

Cumprimentos e muitas felicidades.


De River a 4 de Janeiro de 2006 às 13:50
É lecas, Alteza! :D

Bem fico feliz por si... mas claro, como gaja que sou, morta de curiosidade pra saber a que se deve tamanha felicidade ;) eheheheh!!!

Curta-a então!
(Vénia, ontem esquecime-me porr**!!!)


De sissi a 4 de Janeiro de 2006 às 14:36
Caro Explícito,
aquilo que ambiciono não existe. Mas fico contente por ir encontrando, a pouco e pouco, nas várias pessoas com as quais me vou cruzando. E fossemos todos do Biafra por essa razão, seríamos pessoas mais felizes. Que me diz disto?

River,
obrigada pela sua simpatia, sempre tão atenta. A minha felicidade deve-se a mim mesma. Não é maravilhoso? Que a nossa felicidade e bem estar esteja mais dependente de nós que dos outros? Não fazendo dos outros entidades despiciendas, claro... E a sua questão? Está resolvida...?
Beijinhos


De Bock a 4 de Janeiro de 2006 às 15:18
Acho que a Alteza tem uma capacidade inata para ver mais coisas boas que más, no que a rodeia.

Mas isto sou só eu a divagar.

Boa tarde, Alteza! Abandonar este antro de coisas interessantes, eu?

Nem pensar!!!!!


De sissi a 4 de Janeiro de 2006 às 16:27
Ora, ora, Caro Bock, se não fosse assim como seria a nossa vida? Se fossemos a ver apenas o que de triste tem a vida não passaríamos da puberdade...Na realidade, sou uma optimista. Mas os meus momentos negros são negríssismos, o quais, com grande pejo, guardo para mim e para a minha analista. Todos nós temos demónios. Eu tento que os meus joguem a meu favor, só isso...
Mas divague, divague. Gostamos sempre de o ouvir falar.
bacci


De Explícito a 4 de Janeiro de 2006 às 17:06
Questa donna parla italiano!

Cara Bourgoise,

Sem colocar de forma alguma a veracidade de cada palavra que partilha, se os seus broches são feitos da mesma forma ofegante como escreve, certamente nem haverá tempo nem espaço para sentir a Alegria. O espasmo é tal, que o corpo divaga pelo espaço.

A Felicidade depende somente de nós. Só nós é que podemos contruir complexas redes que nos permitem aceder a um estado de felicidade genuína com pequenas coisas, que só a nós fará sentido. Evidente que podem entrar nestes processos pessoas, onde recebemos e partilhamos Felicidades. Os momentos negros são para olhar, sorrir, e pular sobre eles.

Cumprimentos.


De Explícito a 4 de Janeiro de 2006 às 17:10
Correcção: onde está «são feitos da mesma forma ofegante como escreve», dever-se-á ler «são feitos da mesma forma ofegante como os descreve,»


Comentar post

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge