Quinta-feira, 22 de Setembro de 2005
Enquanto Recupero das Festividades de Ontem e Não Consigo Abrir a Pestana Quanto Mais Pôr o Tico e o
Many Women at Elite Colleges Set Career Path to Motherhood

Comments anyone?


publicado por sissi às 22:13 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Lisa a 22 de Setembro de 2005 às 14:43
Quanto à maternidade, a Alfredo da Costa é ali nas Picoas.

Agora a sério: não me espanta e não censuro quem tome a opção de ser mãe/pai a tempo inteiro, tal como não censuro quem opta por se dedicar inteiramente à carreira. Tem é que ser uma opção, e haver lugar à escolha livre e determinada pelo próprio, e não por circunstâncias de pressão social ou familiar. Em Portugal, e graças aos ordenados de miséria, é muito difícil para uma mãe/pai tomar tal opção. Mas devia ser possível.
Repare-se: pai ou mãe, não necessariamente mãe.

Pessoalmente posso adiantar que me seria impossível ser uma stay at home mom, acho que dava em maluca. O meu trabalho faz parte daquilo que sou, completa-me e significa para mim um campo de desenvolvimento pessoal que me recuso a abandonar. A maternidade ainda não me cruzou o caminho mas, já agora, e em vez de se polarizar a questão (ou se é mãe ou profissional) não era má ideia haver maior protecção à paternidade/maternidade de molde a que quem trabalha possa acompanhar melhor os rebentos. Eles - e em última instância, a sociedade - só têm a ganhar.

Desculpa o lençol, mas pediste a opinião, toma lá.


De sissi a 22 de Setembro de 2005 às 15:21
Lisa,

só não desculpo o facto de não terem sido dois lençóis...
beijinhos!


De Bock a 22 de Setembro de 2005 às 15:58
Epá, se ficassem a limpar o cu dos meninos ainda vá que não vá ...

É que vão a conventos e sítios desses à procura de gajas iletradas de países subdesenvolvidos e metem-nas a educar-lhes os filhos enquanto elas vão, como V/ licenºça, coçar o grelo defronte de uma Perrier e uma salada waldorf-astoria.

Cá para mim, e como a Lisa said, a escolha por uma só opção tem muito valor, seja ela qual for, embora confesse que uma apreciação mais emocional que racional me leva a dar mais valor a quem escolhe a maternidade.
se bem que depois, se não se põem a pau ficam umas chatas do caraças, só falam de crianças e de merdas de e para a casa...

Mas também, as que escolhem a carreira, depois também só sabem falar de trabalho...

Nah.

Cá para mim a virtude lies somewhere in between. e se iosso é impossível, a culpa é do sistema e a solução é só uma : emigração ou anarquia!!!!


De Anonymous a 22 de Setembro de 2005 às 17:29
Mas existe alguém aqui que consiga escrever 3 linhas de texto sem recorrer a Inglesismos?!!


De Lisa a 22 de Setembro de 2005 às 22:39
Anónimo, môri, é anglicismo que se diz.
E no, me don't understand how to evitate talk english, thank you very nice.
(que me desculpe a senhora da casa, mas não resisti)


De Bock a 22 de Setembro de 2005 às 23:52
Acho que estamos a sayar a mesma coisa, Lisa. ;)

E sim, acho que a virtude está no meio. Nem oito nem oitenta. que um filho ou uma carreira não apareçam porque não calhou ou não apeteceu, é uma coisa, outra é criar-se a convicção que são coisas incompatíveis.
não são.
Custa, e eu bem sei que vivi sempre com isso, como filho, e agora como pai. Custa e cansa e stressa, mas não é inconciliável...


De sissi a 23 de Setembro de 2005 às 10:59
Caro Anónimo,
existe muita gente que consegue escrever três linhas, ou mais, sem «inglesismos»...sobretudo aqueles que não falam inglês...não é o caso aqui...domage...


De noiseformind a 23 de Setembro de 2005 às 11:17
Vivemos o tempo do pós-feminismo, em que em teoria o Estado providenciou sistemas que permitissem à mulher realizar-se e integrar-se igualitariamente na estrutura de emprego. No entanto os dados mostram que esta medidas ainda estão longe de produzirem resultados educacionais de base na sociedade. Dou o exemplo da Galloup este ano, em que anunciou que o rendimento médio das mulheres brancas amaericanas se encontravam já atrás do rendimento médio anual dos negros, hispânicos, asiáticos e claro, brancos. Ora isto mostra como a diferença intra-sexual é muito mais dramática e difícil de rectificar do que a diferença assimétrica intra-racial, afinal as mulheres brancas estão na América há pelo menos tantos anos como os homens brancos. Isot mostra que o pós-feminismo é uma fraude!!!!!!!

Em Portugal o caso repete-se. Dou o exemplo de uma amiga minha professora que não ficou colocada pelo 3 ano. Em vez de aceitar um emprego abaixo das suas qualificações está a pensar seriamente enveredar pela profissão "mãe", dado que o namorado (que ela detesta mas do qual até depende para carregar o telemóvel) tem uma profissão estável. Ora este tipo de escolha, sendo válido e permitindo teoricamente mais tempo com os filhos não se tem demonstrado saudável. O comportamento obsessivo-compulsivo nas mães desempregadas sobre-qualidficadas é 7 vezes superior ao das mães não desempregadas mesmo que as profissões não estejam de acordo com os seus estudos. ALém disso estas desperate housewifes são as maiores consumidores de anti-depressivos!!!

Claro que é uma prerrogativa que assiste ás mulheres, o direito de arranjar marido, casarem e terem filhos, mas ela é de todo contraditória com o movimento das mulheres para a igualdade no emprego e de oportunidades, pq as mulheres tÊm uma opção que não é acessível ao homem baseada nas regras sociais de distribuição desigualitária de rendimentos. Ou seja, quanto maior a diferença de oportunidades entre homens e mulheres mais mulheres sem acesso a empregos iguais aos homens e portanto mais mulheres em condições de preferirem a situação de abdicarem da situação de empregadas. Ou seja, é preciso trabalhar ao nível da reinvidicação no mercado de trabalho

; ))))

Fui claro minha Imperatriz?


De sissi a 23 de Setembro de 2005 às 11:39
Crystal Clear! As usual!


De Anonymous a 23 de Setembro de 2005 às 12:10
...Feira de Vaidades...


Comentar post

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge