Terça-feira, 13 de Setembro de 2005
Variações sobre o Broche
Enquanto o texto O Broche não termina no ecrã semi-escrito do meu PC, lembrei-de algumas considerações avulsas a propósito deste post. Roubando descaradamente e sem pudor as matrizes, aqui vão algumas ideias sobre o assunto:
1- O broche é rápido
sissi - Discordo de uma forma genérica, a não ser em duas situações: se for bem feito e o parceiro não tiver um orgasmo há algum tempo, sendo que a causalidade existe e é determinante para que a primeira permita a segunda. O Broche Tal Como Eu O Entendo (BTCEOE) prolonga-se não no tempo mas no prazer. E pode, ou não, ser tanto mais prazenteiro quanto mais duradouro. Claro que existem os mínimos olímpicos, mas não apenas para o homem. Uma mulher que o faz por prazer (e não apenas para agradar o parceiro) também tem os seus. O BTCEOE dura até à fímbria do orgasmo. Para depois parar, baralhar e dar de novo. E assim sucessivamente...
2- O broche permite manter os estereótipos de submissão da mulher
sissi - sempre me questionei como seria possível considerar-se o Broche como um acto de submissão da mulher, quando é esta que tem as Jóias da Coroa do parceiro na boca... Que tipo de submissão permite à mulher controlar o «âmago» do outro? Fossem todas assim as submissões... Para além disso, esta opinião assenta na ideia de que a mulher não tem prazer quando faz um broche, ideia da qual discordo em absoluto. Pode não ter orgasmo, mas terá, certamente, o prazer de dar prazer, o que para os paladinos do «sexo sem orgasmo não é sexo» será uma ideia peregrina. Para mim, é totalmente verdadeira.
3- O broche mantém inalterada a fórmula do prazer certo do homem e prazer ausente da mulher
sissi - «prazer ausente da mulher»...medo...vide ideia supra
4- O broche permite à mulher não se despir num contexto de desconforto generalizado com o seu corpo
sissi - e os broches que são feitos em vãos de escada, por exemplo? Aqueles de fugida, sorrateiros, quase insidiosos...esses são feitos de roupa vestida (ou não, mas geralmente são-no) e não são menos gostosos pela roupa tapar a pele. Já sei que me lembrarão que a esta ideia está subjacente a ideia de «desconforto generalizado com o seu corpo», mas não consigo entender como é que um broche é feito sem que um calor bizarro nos invada desde as entranhas à película capilar, sem que as sensações nasçam dos poros, e assim sendo, como é que esta ideia emparelha com a de desconforto consigo mesma.
5- O broche permite esvaziar a ideia de intimidade entre duas pessoas ao eliminar a comunicação verbal entre elas nessa intimidade (tirando os grunhos do homem claro)
sissi - Não posso discordar mais. O BTCEOE pressupõe comunicação. Verbal, não verbal, directiva, não directiva, you name it. E da forma como sempre o articulei, o broche, o verdadeiro, nasce de uma intimidade produzida, largamente, pela amizade e entendimento. Quando isto não existe, continua a ser bom, mas não é o Real Thing.
6- O broche facilita o contacto íntimo com alguém em quem não se confia, não sendo regra geral tão traumático de fazer contrariada do que o acto sexual em si
sissi - fazer broches em quem não se confia/conhece? Never!
PS - Venham os Torquemadas! Quantos são, quantos são!? ;-)


publicado por sissi às 17:44 | link do post | adicionar aos favoritos

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge