Segunda-feira, 29 de Agosto de 2005
Ele e Ela
Um homem. Uma mulher. Jantam numa varanda sobre Lisboa. Bebem um tinto, fumam uma ervazita jeitosa e falam sobre si próprios enquanto o Tejo os embala numa brisa quente e suave. Toda a Motown toca no rádio. O ambiente oscila entre a nostalgia da conversa e o riso potenciado pelo psicotrópico.

Ele – Já te curaste do Rapaz?
Ela – E tu? Já te curaste da Rapariga?
Ele – Está quase...e tu?
Ela – Está quase também...
Ele – Não queres falar nesse assunto? Ainda dói?
Ela – Não, já não dói. Mas depois da dor fica uma espécie de terreno não arável que impede o nascimento de qualquer forma de sentir...Qué será, será.
Ele – Eu agora gosto de estar sozinho.
Ela – Então estamos em sintonia.
Ele – Mas já dei por mim a dar quecas com tipas só para ver se me apetece ficar com alguma delas mais do que o estritamente necessário.
Ela – Eu quando dou quecas com tipos nem penso nisso.
Ele – Como assim? Mas nem te passa pela cabeça?
Ela – Não. Como deves calcular, não estou ali com o tipo a pensar se é a pessoa certa para mim ou não. De resto, o que é a pessoa certa?
Ele – Quando tiver 90 anos respondo-te. Se estiver alguém comigo nessa altura é porque foi essa a pessoa certa.
Ela – Gostava de conseguir ser pragmática como tu. Mas ultimamente tenho pensado no que quero numa pessoa e apercebi-me que as minhas premissas mudaram um pouco nos últimos anos. É normal não é?
Ele – E o que é que queres?
Ela – Alguém de quem me possa orgulhar. Que seja sobretudo meu amigo. Com quem partilhe a vida. Alguém que seja o melhor para mim e não aquela pessoa em quem tropeçei a determinada altura da vida. Que goste de mim pelo que sou, que puxe por mim, me estimule, me faça ser ainda mais e melhor. Que aceite as minhas loucuras, as minhas inseguranças, mas que não se deixe inferiorizar quando estou em alta e me apetece brilhar. Que me deixe fazê-lo brilhar. Alguém que não precisa de gostar da mesma música, ou dos mesmos filmes, mas que terá, obrigatoriamente, de partilhar pelo meus gosto pelas viagens, pela forma como gosto de as fazer, e por conhecer pessoas novas, meter conversa com elas, enriquecer-se pessoalmente através de encontros assim. Uma pessoa para quem o sexo seja um work in progress... Um campo a explorar sempre, dentro do limite dos nossos desejos. No fundo, terá que ser alguém que comprenda que uma relação implica trabalho e que não admito que me tomem como garantida. Sou como um carro de gama alta. Tenho uma manutenção cara mas sou pá vida...
Ele – Que bonita frase! Sabes que a probabilidade de encontrares tudo isso numa só pessoa é quase nula, não sabes?
Ela – Sei... Faz aí mais outra que esta não bateu...


publicado por sissi às 18:24 | link do post | adicionar aos favoritos

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge