Quarta-feira, 29 de Agosto de 2007
Visitadoras

Uma série de visitas recentes ao bas fond lisboeta permitiu-me concluír o seguinte:

 

1 - uma mulher boazona pode dar cabo de um homem carente;

 

2 - um homem carente arruína-se perante uma mulher boazona;

 

3 - ainda há homens que procuram companhia e romance em bares de putas.

 

 




Domingo, 26 de Agosto de 2007
May we rest in peace...

Ter sucesso e ser feliz é uma combinação possível. Mas não em Portugal. Aqui neste jardim a arder, o quadro pode ser branco se tiver pontos negros, o céu pode ser azul se se vislumbrarem nuvens e um homem ou mulher podem ser bem sucedidos se tiverem uma doença de pele rara. Ou qualquer outro infortúnio que legitime e justifique os infortúnios dos outros. Em Portugal, alguém que reflicta e verbalize competência é um arrogante. Mas se passar a vida a queixar-se que a preguiça o assola leva uma palmadinha condescendente nas costas, como só sabem dar aqueles que estão de braços abertos à espera que os outros escorreguem. Nas mulheres então é hilário. Uma tipa que goste de se ver ao espelho e tenha o azar de o dizer é uma convencida de merda, ímpia que não merece viver. Mas se na autoscopia vier a lamúria o coro das velhas ecoará em uníssono e, obviamente, em concordância.

 

E depois dizem que Portugal é um país deprimido por causa da crise. Talvez. Da crise de generosidade. Parece que nesta ponta da Europa somos todos embutidos de uma invejazinha ranhosa, que aliena o sucesso e a felicidade - venham eles de onde vierem - e exulta o arranhão e a ferida. Podemos ter dinheiro desde que tenhamos uma saúde fraca ou alguém com quem partilhar a vida se os dobrões não nos pesarem no bolso. Aqui em Portugal, não se pode ter tudo. Só nos é permitido chegar onde quase todos os outros chegam. A lado nenhum.

 

PS. ocorreu.me escrever este post um dia depois da morte de Eduardo Prado Coelho. Em vida, não faltou quem lhe chamasse cabotino, sedutor barato, vendido, arrogante. Agora que morreu, era o maior intelectual da sua geração. É a isto que chamo autofagia.




Quarta-feira, 22 de Agosto de 2007
Historinhas de Encantar

Many people dream of living an open sexual life - of having all the sex and love and friendship they want. Most never try, believing that such life is impossible. Of those who try, many give up, finding the challenges insurmountable - or at least too hard for them. A few persist and discover that being openly sexual and intimate with many people is not only possible, but can be more rewarding than they ever imagined.

 

The Ethical Slut, Dossie Easton e Catherine Liszt




Terça-feira, 21 de Agosto de 2007
Concurso

Sissi decidiu incluír neste seu novo livro, a sair em Outubro e apenas com textos inéditos, uma crónica de um dos súbditos, como forma de homenagear e agradecer as (algumas) excelentes contribuições que aqui vão sendo dadas e com as quais tenho aprendido.

 

Vai daí como tal, escrevam ou tirem da gaveta um texto com o máximo de 2 mil caracteres, em formato crónica ou short story, na temática abordada pelo blog. Estas são as ground rules. A rule of thumb é que tenham cuidado na escrita, verifiquem a ortografia e a concordância. Leiam e releiam o que escreveram. E depois enviem para princesa-sissi@sapo.pt até ao final de Setembro. O texto seleccionado fará parte do novo Cenas de Gaja. Atenção: não há prémios monetários nem royalties incluídos. Nada. Zero. Apenas o nome ou nik da súbdito constará, se assim for requerido.

 

Toca a escrever. Cuidadosamente e com amor!

 

 




Segunda-feira, 20 de Agosto de 2007
Edital

De tempos a tempos tenho que pegar na esfregona aqui do palacete e varrer a poeira que se instala com a abertura de portas e janelas. Como recentemente o número de visitantes aumentou (e de que maneira!) está na altura de explicar aos noviços como se está por aqui.

 

Maneiras que é o seguinte ó rapaziada, aqui mando eu e eu digo que não há insultos, lições de moral e gente a meter-se em bicos dos pés. Guardem isso para os vossos curros e locais de passeio. Pela enésima vez volto a explicar: argumentar e discordar sim. Insultar não. Não vos vou explicar a diferença entre les uns e les autres e vou confiar que até sabem. Mas como devem andar muito zangados com a vida dão-se ao trabalho de vir aqui vomitar e enviar mails a chamar-me puta, roçando o óbvio.

 

Atentem, portanto, no seguinte: não vale a pena. No máximo ofereço-vos um post destes, mas também ele serve para que a minha consciência se apazigue quando vos bloquear o acesso, qualquer coisa do género, «epá, não queria nada fazer isto mas eu avisei...». E trau. Easy peasy...

 

Por aqui as coisas vão continuar na paz do Senhor e vão animar bastante. É escusadinho o vómito. A Sissi vai continuar a ser a Sissi e o blog também, quer vocês vociferem ou não.

 

Maneiras que é isto. Bela maneira de começar a semana... O que vale é que amanhã há concurso aqui no Palácio. Daqueles verdadeiros. Não dá camaras de vídeo nem IPOD´s mas dá textos publicados no próximo livro da Sissi.




Quinta-feira, 16 de Agosto de 2007
Quem quer ver a Sissi meta o dedo no ar!

Pois é, Sissi vai-se mostrar ao mundo (mas não como veio ao mundo) e de câmara em riste vai dar-vos a conhecer as suas andanças e ruminações, utilizando as novas tecnologias das quais não percebe grande coisa. Que é como quem diz, absolutamente nada. Ainda assim, num esforço hercúleo e de grande abnegação por este palácio, está disposta a registar os seus passos, para deleite dos súbditos.

 

Ora até aqui tudo muito bem. O único problema é logístico: Sissi não possui uma câmara de vídeo. Vaí, e na maior manifestação de cara podre jamais vista na blogosfera, Sissi lança o repto: dentre as 8 mil pessoas que aqui vêm diariamente (sim, oito mil, desde que o Sapo acolheu esta esbórnia), se alguma marca, loja, mecenas ou só um gajo porreiro, quiser patrocinar o Mundo Sissi, chegue-se à frente e envie mail para princesa-sissi@sapo.pt para discutirmos as condições da permuta. Sexo não incluído.

 

Sim é verdade, cara de pau do caralho, foda-se esta Sissi, grande lata, é verdade, mas quem pode, pode, e eu posso. Sou uma gaja porreira. E boa.

 

Maneiras que é isto.

 

Bom fim de semana. Enjoy!




Quarta-feira, 15 de Agosto de 2007
Foda-se! É a isto que eu chamo uma frase do caralho OU Hoje acordei carroceira!

"Nothing splendid has ever been achieved except by those who dared believe that something inside themselves was superior to circumstance."

 

Bruce Barton (1886 - 1967) American advertising executive, U.S. congressman




Segunda-feira, 13 de Agosto de 2007
Sweet Sixteen

Talvez porque tenha convivido mais nas últimas semanas que na minha vida toda com miúdos e miúdas sub-20, e quando me aproximo vertiginosamente dos 33, dou por mim a pensar nos sweet sixteen, nos tempos em que me era permitido ser arrogante e egocêntrica sem que o peso da moralidade e da vida adulta e, pior, do papel da mulher, visse pesar nas minhas leves idiossincrasias. Lembro-me da inocência dos beijos, da vertigem do toque e da miragem do Sexo. Lembro-me ainda da pele imaculada, sem riscos nem marcas das marcas dos outros, e recuo aos tempos em que o meu corpo não conhecia a força da gravidade.

 

Olho para as mulheres de 16 anos (como as de 17 e 18 e...) e não lhes vejo o brilho que reconhecia em mim e nas minhas amigas. Preocupam-se muito estas mulherzinhas. Sempre de ar carregado, passeiam-se entre o ar dos outros com o peso das passadas de elefante. Nunca lhes consigo acertar na idade. O olhar vidrado mostra-me lustros que não equivalem à infantilidade das suas palavras. Para onde correrão estas mulherzinhas? Qual é a pressa?

 

Aos quase 33, já me permitos dizer-vos: poupem-se. Não engulam golfadas de vida quando ainda é suposto tomarem colheres de café. Mantenham a pele sem vincos, por dentro e por fora. Sejam bonitas. Aos 20 ainda não é suposto saberem a diferença entre o caviar russo e iraniano ou entre um primeiro e segundo violinos numa orquestra. Não se espera que saibam sentir a força da música do Piazzola nem a tesão que dá foder ao som da sua melodia. Também não faz sentido que vivam as mágoas dos amores ditos impossíveis e das feridas que as doenças dos outros vos provocarão.

 

Vivam descansadas e despreocupadamente os traços do vosso tempo. E não queiram ser adultas antes do tempo. É feio e não dá saúde.




Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007
Estudozinho de Fim de Semana

Para todos os que gostam de estudos, e que acham normal que se infiram coisas tão extraordinárias com base numa pergunta sem environs, aqui fica mais este, de uma veracidade e pertinência extraordinárias.

 

Assim à laia de ruminação, chega-me a ideia da extraordinária irresponsabilidade de quem leva a cabo e edita estes estudos. Como disse relativamente ao post anterior, a percepção do que aceitamos como realidade leva-nos, muitas vezes a um nível inconsciente, a agir sobre ela como um axioma. Dado que vivemos um tempo em que a originalidade individual não é bem quista, preterida a favor de uma movimentação colectiva sob uma voz de comando, aceitar sem reagir, reter sem olhar, é perigoso. Sobretudo para quem não tem esse hábito.

 

Bom Fim de Semana! Enjoy!




Quarta-feira, 8 de Agosto de 2007
Sissi na FHM - Ten

Há homens que gostam de pontuar mulheres. Há homens que gostam de colocar números em formas redondas. E há mulheres, como Sissi, e Bíblias, como a FHM, que gostam de ensinar como é que os ditos homens devem fazer para chamar a si e seduzir uma mulher nota 10.

Ao contrário do que possam pensar, seduzir uma mulher nota 10 depende mais do vosso desempenho que da vossa aparência. Todos vocês, de acordo com a própria escala, já sacaram uma mulher 8 ou 9. Na escola, na festa de Natal da empresa, na reunião de condomínio, no ginásio, seja onde for elas andam aí. Porém, quando a vossa retina bate de frente com um mulherão, daquelas para o qual a nota 11 numa escala de 10 ainda é pouco, aí sabem que o jogo muda. É a diferença entre um jogo amigável com o Dragões Sandinenses e a disputa da Champions League com o Chelsea. Esta é a alltura em que realizam que terão que puxar de todos os vossos galões porque sabem que o desafio pede jogador à altura. É também o momento em que se lembrarão destes ensinamentos, ofertados pela vossa princesa favorita.

 

Já cá canta a nova FHM. A senhora da capa não me convence mas as que estão lá dentro são o o mimo do costume...




 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge