Terça-feira, 8 de Junho de 2010
Plágio

Querida Luna,

não nos conhecemos mas faz de conta. Na verdade sigo o teu blog há muito tempo o que me permite esta familiaridade meio bacoca, é certo, porém, assumo-a sem medos.

 

Escrevo-te porque vi que também tu foste plagiada. E digo também porque, obviamente, também o fui. Redundância allez! No teu caso, copiaram-te pedaços de prosa para colocar no Facebook. No meu, deram-se ao trabalho de fazer um blog inteirinho e colocar, ispis verbis, copy cat, os textos que escrevi.

 

Fui alertada pelos muy nobres súbditos desta casa e a minha primeira reação foi similar à tua: morte à puta que me usurpou as sinapses, os pensamentos e a trabalheira que isto dá. Pior. Fê-lo para colar o fruto da minha lavra num blog para lá de horrível de feio e a tresandar a Amadora-Sintra. Plagiar, sim senhora, mas ao menos façam-no bem. É um pouco como o encornanço, sabes? Se o quiserem fazer, tudo bem, desde que longe e apenas se valer a pena. Se for para comer uma rameira mais vale estarem quietinhos. Adiante. Dizia-te eu que fiquei a espumar. Ainda lhe enviei um email a espichar-lhe as paredes daquele cortiço de uma merda que só nós princesas conseguimos produzir, e que tem um aroma nobre. Mas depressa me enfadei. Tanto, que, honestamente, sublimei o nome da xafarica - se alguém se lembrar, chegue-se à frente, please.

 

Até que o Tempo se escarregou de operar um milagre, como só ele sabe fazer, e me dotou de uma clariviência, rara, muito rara, que deu um jeito enorme. Fui ao sítio onde se regista estas coisinhas e registei tudo, de fio a pavio, caralhada por caralhada até à caralhada final.

Ao que parece, a blogosfera não é uma arena protegida. E salvaguardar o trabalho desta forma é o nosso melhor reduto - para usar uma linguagem desportivófuteboleira

 

Maneiras que, se me estás a ler, plagiadora, e deves estar, até porque é disso que te alimentas, se tentares fazer alguma coisa com os pintelhos que aqui escrevo, sujeitas-te a tratamento «Ivo Canelas no filme Call Girl»: "Estás tão fodida, pá!" - repara como sou fofinha contigo ao ter escolhido um filme que se adequa bem à tua craveira intelectual.

 

E é isto, Luna. Em vez de te apoquentares, protege-te. A sério. Dá menos rugas.

Beijinhos da Sissi, Princesa do Povo.



publicado por sissi às 22:18 | link do post | adicionar aos favoritos

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge