Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007
Sissi na FHM - dirty talking

Ter sexo é, antes de mais, comunicar com o corpo. Mas muitos há para quem as palavras pesam no desejo como lastro para um orgasmo profundo e intenso. Como se as letras e as frases catalizassem vontades e tesões várias em verborreia proibida e jargão próprio.No entanto, se é assim tão prazeroso, porque razão se chama dirty talk? Talvez porque em português a musicalidade seja outra...

 

Aliar a sujidade ao sexo só pode ser obra da Obra judaico-cristã e da alimária que inventou esta expressão. E mesmo que essas duas palavras coladas à higiene da coisa não tenham género, ou seja, são usadas no menino e na menina, nas mulheres a coisa pesa, pelo menos assim pensam ainda muito homens. Como se um «fode-me» sussurrado levemente por uma voz feminina não fizesse ressuscitar desejos e enterrar preconceitos. Como se a manifestação de vontades não fosse, por si só, àlcool etílico em fogueira. Especialmente porque esta dirty talk tem um código e tempo muito próprios, acoplados a um momento que ora se aguarda com expectativa ora se gera por iniciativa. Neste muito particular, as mulheres ainda amocham perante o jugo das ideias feitas. Mas como Sissi cá está para lhes dar a volta, eis que esta mês eu e a Bíblia decidimos orientar este Salmo todinho para elas. Prestem atenção minhas queridas. Sissi ensina a arte de mal falar como uma verdadeira lady, a asneirar como se pronunciassem os contornos da mais bela rosa e a fazer tresmalhar o seminarista mais convicto.

E na capa diz que há morangos.

Enjoy!



publicado por sissi às 14:53 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Sol a 4 de Outubro de 2007 às 16:36
AH,...

I this kind of "dirty talk" !



Beijinhos


De smbc a 4 de Outubro de 2007 às 20:09
Pois é também curtoumas "dirty talk"...
Como é que será que uma laday asneira sem parecer assim um pouco carroceira ou azeiteira?
Nãolhe tirará o glamour?


De smbc a 4 de Outubro de 2007 às 20:13
erro 1 - curto umas...
erro 2- lady...
erro 3 - Não lhe...
é a porcaria do teclado...


De Anónimo a 5 de Outubro de 2007 às 10:24
Não acho que se pareça carroceira, ou azeiteira, ou mulher de rua não. A classe, não se perde nunca.

Parece-se tão somente uma mulher que tem opinião e certeza do que quer. Como bem disse a Sissi "se a manifestação de vontades não fosse, por si só, àlcool etílico em fogueira"...

É alcool em fogueira MESMO!

Beijinhos,


De Sol a 5 de Outubro de 2007 às 10:25
Não acho que se pareça carroceira, ou azeiteira, ou mulher de rua não. A classe, não se perde nunca.

Parece-se tão somente uma mulher que tem opinião e certeza do que quer. Como bem disse a Sissi "se a manifestação de vontades não fosse, por si só, àlcool etílico em fogueira"...

É alcool em fogueira MESMO!

Beijinhos,


De Sol a 5 de Outubro de 2007 às 10:26
Sissi, por uma revolta aqui da máquina e um boot inesperado, o post saiu duplicado, e o primeiro, anônimo... Se puder fazer a gentileza de apagá-lo para mim...

Obrigada,


De ZOT a 5 de Outubro de 2007 às 11:08
Ca' para mim, nas alturas certas o dirty talking é, até, obrigatorio. Eu nunca me perdoaria a mim mesmo, num momento alto, pedir-lhe: "da-me beijinhos no pénis", ou que ela me dissesse: "indroduz-me agora por tras e faz um esforço suplementar", dasse!

Nunca me esqueço duma Sueca que "consegui" no Algarve, tinha eu 18 anos e não era fluente em Ingles. Ela passou o tempo todo; "fucker, you fucker, ahh! what a fuck, you fucker!" e depois quando eu ainda "apertava" mais; "fuck fuck fuck fuck", e por ai fora... No momento até me deu vontade de rir, especialmente quando eu lhe estava por tras e ela não estava a olhar para mim. Com a experiencia, conclui que para haver uma grande foda tem que haver também "muito picante" e o dirty talking, na maior parte das vezes, pode ser o gerador do tal picante que nos lança para boas performances, se assim lhe podemos chamar. Digo na maior parte das vezes, porque, ha mulheres que so com olhares, gestos e insinuações, nos fazem rebentar de tusa e com vontade de as partir todas a foder. Com licença...!


De Maria a 5 de Outubro de 2007 às 11:42
Já agora ZOT, que gestos, olhares e insinuações podem provocar tal desejo nos homens??
Sem querer ser indiscreta mas já o sendo!


De ZOT a 5 de Outubro de 2007 às 14:29
Oh Maria, isso na altura é que se ve, assim não lhe consigo explicar.

Pronto, ha mulheres que parecem que por mais que um tipo "se esforce e puxe por elas", não largam o conservadorismo e não se conseguem "abrir" o suficiente para gozarem e fazer gozar a fundo, enfim desinibirem-se completamente. Erradamente não se sentem bem com elas proprias por se deixarem cair em todas as tentações e não se terem livrado do mal, lolamén!
Aquelas que o calor do momento não se nota apenas na pardala, mas sim nos olhos, na voz, nas mãos e em todo o corpo, essas sim não precisam de muita "ajuda" para ser uma sensacional foda. Se por cima dessa desinibição e recepção natural, ainda meter-mos uns "adereços" tais como dirty talking, etc. então porra, lua conosco! (e provavelmente a tal necessidade de um tipo ter que ir para o ginasio porque não quer correr o risco de um dia ficar mal visto quando ela perceber que ainda tem um turbo que pode ligar).

Cumps


De Mrs. Jones a 5 de Outubro de 2007 às 16:36

Ora aqui está um tema que me apraz. A força da palavra. Brincar com as palavras, no sexo, como aliás em quase todas as situações, dá-me muito prazer.

Mas, embora esteja plenamente de acordo que ouvir “dá-me beijinhos no pénis” deve conduzir a um acentuado arrefecimento, não é na cama que a dirty talk me dá mais gozo.

Fixe, mas mesmo fixe, é quando a “conversa porca” - a manifestação vernácula de desejos, a expressão vívida, impressionista e pormenorizada de intenções - acontece em momentos ou locais em que, por força das circunstâncias, não pode ser concretizada.

A trilogia “vontade – impossibilidade – antecipação” provoca em mim uma… uma… uma... adrenalina… aceleram-se-me os batimentos cardíacos… começam-se-me a explodir fireworks… até parece o reveillon da Madeira, carago!

Pronto, está bem… serei um bocadinho masoquista. Que hei-de eu fazer…?
Mas lá que é bom, é!

Beijos e vénias.


De ZOT a 6 de Outubro de 2007 às 08:26
Ora ai esta', como por exemplo telefonar e traçar languidamente a fodaça que se vai dar mais tarde quando se encontrarem. Aumenta o desejo, aquece o sangue e de certeza que alguma inibição que poderia surgir, ficara' antecipadamente eliminada do programa. E' sempre muito bom treinar-mos o nosso subconsciente para este género de actividades.

Cumps


De Sibila a 9 de Outubro de 2007 às 18:04
ZOT ,

Queria apenas dar uma espreitadela no teu Blog... Será que me podes dar o link .

A propósito... que belos posts ! Deva de fazer uma parceria com a Princesa Sissi .

Continuem... o SEXO merece!
Prometo que quando voltar deixarei um null


De ZOT a 10 de Outubro de 2007 às 08:13
Sibila, lamento mas não tenho nenhum blog. Não tenho tempo e o meu portugues é muito fraquinho.

Cumps


De Sol a 6 de Outubro de 2007 às 12:12
"Fixíiiiisssimo mesmo" !!!

Beijinhos,


De Maria a 5 de Outubro de 2007 às 18:14
Pois ZoT, perguntei-lhe porque sou grande adepta do dirty talk, mas tenho medo de exagerar ou encontrar alguém que não goste! Pergunto isto porque estou a iniciar um relacionamento com uma pessoa bastante formal em tudo, e ainda para mais nós tinhamos uma relacionamento muito formal porque ele é meu chefe, por isso penso que não vai dar em nada! Ainda para mais ele insiste em tratar-me na terceira pessoa, ora isto quando eu quiser dizer fode-me vou ter de dizer um foda-me, soa tão mal!!

cumps


De ZOT a 6 de Outubro de 2007 às 09:13
Esse género de tratamento de facto pode não ajudar muito, a não ser que se venha a verificar que afinal é um Dr Jekyll e Mr Hyde. Ja me aconteceu isso com uma fulana pseudo-aristocrata e no fim de contas, no ringue, valeu tudo menos arrancar olhos.

No seu caso, com o chefe, não sei. Tente a pouco e pouco (explicando que não esta habituada num relacionamento) trata'-lo por tu, a ver como ele reage, até pode ser que ele mude o tom.
Ha de facto gente muito esquisitinha, por isso a técnica de vestir uma bruta lingerie para que ele a trate como uma pota na cama, pode ser perigosa. Corre o risco de ele ser um coninhas e ficar chocado e passar a trata-la com desprezo.
Na minha opinião, na cama não se tratam as concubinas na terceira pessoa e as potas também não tratam ninguém assim, a não ser que se trate de cagões/lapões e potas finas ou interesseiras, ou então de gente fora do normal, tipo realeza ou pseudo-qualquermerdaparaparecerfino.

Boa sorte Maria.


De Anónimo a 5 de Outubro de 2007 às 19:46

Ah, Jones, quanta saudade! Sempre igual a si própria!
Bastam três linhas suas para despertar a minha imaginação e levantar o meu "ânimo" em segundos.

Beijos para si e para Sua Alteza.


De Tchanazio a 5 de Outubro de 2007 às 20:22
Apesar de adepto assíduo do blog, há muito tempo que não comentava qualquer assunto, mas a este, não consegui ficar indiferente!

Eu como confesso adepto do dirty talk ", penso que em muitos casos este aspecto contribui de uma maneira fantástica para um orgasmo mais intenso. Várias namoradas tive e sinceramente, a maioria não era adepta da coisa, mas também tive as que eram...! E subscrevo o que já se disse aqui, não é por dizer, "salta-me no caralho ", ou "chupa-me o caralho ", ou até a própria mulher dizer, fode-me toda.." isso não tira qualquer credibilidade ao acto, as pessoas, e em tudo o que gira em seu redor. Na minha opinião isso é um factor de liberdade na cama, que acreditem... Ajuda muita gente!
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Apesar de adepto assíduo do blog, há muito tempo que não comentava qualquer assunto, mas a este, não consegui ficar indiferente! <BR><BR>Eu como confesso adepto do dirty talk ", penso que em muitos casos este aspecto contribui de uma maneira fantástica para um orgasmo mais intenso. Várias namoradas tive e sinceramente, a maioria não era adepta da coisa, mas também tive as que eram...! E subscrevo o que já se disse aqui, não é por dizer, "salta-me no caralho ", ou "chupa-me o caralho ", ou até a própria mulher dizer, fode-me toda.." isso não tira qualquer credibilidade ao acto, as pessoas, e em tudo o que gira em seu redor. Na minha opinião isso é um factor de liberdade na cama, que acreditem... Ajuda muita gente! <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Cumps</A>


De joão ratão a 6 de Outubro de 2007 às 01:52
(vozes arfadas)Ela: "chama-a-a-me nome-e-es"; Ele: "vaca-a-a"; Ela: "Muuuuuuu-u-u-u"


De Maria a 6 de Outubro de 2007 às 12:28
Pois Zot, acho que se eu aparecesse com uma langerie sexy ele ficava ainda mais conas do que já é!!

Trata-lo por tu nem pensar porque ele é tão formal que nem consigo!

vou esperar para ver no que dá e se der em algo ( que eu duvido) passo qui para contar como foi!

cumps

p.s- obrigada pelas dicas , é sempre bom ouvir opiniões de homens!


De Sol a 6 de Outubro de 2007 às 15:03
Maria, pega o cidadão de surpresa. Se não rolar nada, o tal não vale a pene a você já economiza tempo. Essas coisas não se mudam. Se o cara é cheio de preconceitos, você vai perder um tempo imenso e das duas uma, ou vai se reprimir e ficar com o dito aborrecida, ou vai dispensá-lo mais tarde.

Tratamento de choque!

Não é possível que o cidadão não vá gostar de uma PEGADA boa...

Beijinhos e boa sorte!


Comentar post

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge