Segunda-feira, 7 de Maio de 2007
Aos meus Amigos
Os meus amigos são melhores que os vossos. São os que me entendem sem fazer grandes perguntas, os que aceitam sem pensar em tolerância, os que gostam de mim sem se questionarem por quê, os que não tentam que eu seja uma coisa diferente daquilo que sou. Em comum têm o enorme coração e a capacidade de viverem sem cogitar que a vida lhes vai cair em cima. E para serem amigos não precisam de partilhar os meus gostos ou pontos de vista. Basta que aceitem os meus silêncios e os momentos de prima donna, a minha bi-polaridade e os meus pesadelos interiores, por mais tontos que sejam. De mim, têm tudo. Estão-me no sangue. Como, de resto, todos os grandes amores. São aqueles que me apanham do chão nas noites em que me sinto triste, sozinha e largada pelo mundo.

Aos meus amigos, meus únicos amores constantes.

Sobretudo tu.

publicado por sissi às 23:01 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Sol a 7 de Maio de 2007 às 23:31
Sissi, sobre a amizade. É simplesmente o melhor que há ...

"Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.

Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os."

Vinícius de Moraes

Eu morro pelos meus amigos, nada menos.

Beijinhos.


De sissi a 7 de Maio de 2007 às 23:42
Querida Sol,
obrigada pelo Vinícius. Não há como ele.
Beijinhos para esse lado do mundo


De sissi a 8 de Maio de 2007 às 09:07
Querida Luna,
por aqui terá sempre companhia...
Beijinhos e levante a cabeça!


De River a 7 de Maio de 2007 às 23:57
Bonito...


De Luna a 8 de Maio de 2007 às 09:02
Amigos...

Amigos com A grande são muito dificeis de encontrar, penso até que esses não procuramos, aparecem nas nossas vidas porque têm de aparecer, por uma razão, com um objectivo, seja na infância ou noutro qualquer momento da nossa vida (a família não conta aqui para o caso, estes são sempre os nossos melhores amigos).

Já tive muitos amigos, colegas, conhecidos e Amigos... os amigos e colegas acabaram por se juntar ao grupo dos conhecidos. Pois, este grupo não é pequeno, também não é enorme porque ainda não vivi o suficiente para isso. Mas quando mudamos um pouco de vida, por que sabemos que vamos aprender e crescer com a mudança, mesmo que seja apenas de cidade, estes amigos e colegas logo se "esquecem" de nós, deixam de nos contactar, de perguntar por nós. Isto mais na fase da passagem da adolescência para a juventude. Depois há uma coisa que custa ainda mais. Tentarmos aproximar-nos destes ex-amigos e colegas e do outro lado ouvirmos constantemente coisas do género: "desculpa não posso, logo que possa combinamos qualquer coisa". Será que vale a pena lutar pela amizade ou companhia deles, nem que seja para tomar um café de vez em quando? Sinceramente começo a desistir e a partir para outra.

Os Amigos ficam sempre, mesmo que mudemos apenas de cidade ou até de país, para estes a Amizade não tem distância. Ouvem-nos, "lêem-nos", sentem-nos, ajudam-nos o quanto poderem, discutem connosco se for preciso, para que não baixemos ainda mais a nossa auto-estima e confiança, chateiam-se connosco e "logo depois" perguntam se ta tudo bem, preocupam-se connosco, ligam-nos nem que seja só para saber se estamos bem... São poucos, muito poucos os Amigos que tenho, mas são super especiais e no meu caso eles sabem o quanto os amo porque lhes digo o quão importantes são para mim, acho que isso é fundamental. Sabe bem dizer e mostrar, e também sabe muito bem ouvir e sentir o mesmo. Estes são os verdadeiros Amigos, a quem eu dou tudo de mim e me retribuem com tudo o que podem também ou simplesmente dão por dar, porque me adoram.

Desculpem o meu desabafo, a minha vida no campo das amizades não anda muito bem.
Houve momentos, há uns anos, que pensei que não iria desgostar da solidão se ela aparecesse, era da maneira que ninguém me chateava, faria o que me apetecesse, etc. É péssimo... é péssimo não ter companhia para nos divertirmos.
Mas isto vai mudar, não sou pessoa de ficar em baixo durante muito tempo.

Bjs grandes Sissi


De Zezinho a 8 de Maio de 2007 às 02:00
gostei...


De Luna a 8 de Maio de 2007 às 10:19
Eu sei Alteza, por isso passo por cá todos os dias ;)

Bjs


De Lolita a 8 de Maio de 2007 às 10:32
As minhas Melhores Amigas estão, geográficamente, longe...Mas, "as verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias"(William Shakespeare).

Um brinde à Amizade e a V.ª Alteza Real!...


De Miss.M a 8 de Maio de 2007 às 11:26
é bom ter bons amigos... daqueles que temos a certeza que estarão sempre lá, mas tb não há desilusão maior do que perceber de que afinal não eramos assim tão importantes... já me aconteceu. não gostei!


De João Ratão a 8 de Maio de 2007 às 05:20
"...que aceitem os meus silêncios... São aqueles que me apanham do chão..."

Tenho alguns amigos assim. Sobretudo amigas. São simultaneamente adoráveis e intratáveis. Dos seus silêncios, já não entendo quais são para que os levante...


Comentar post

 
livro

livro
Sex Bomb - O terceiro livro Download gratuito

livro

livro

livro Correio da Princesa
jukebox
Jazzanova - No Use

videos



arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

subscrever rss

badge